31 de dez de 2009

Os Dez Mais

Este foi um grande ano para a comunidade dos enxadristas. Vou então procurar montar um painel com o que mais me alegrou este ano. Com a minha idade a memória (que já não era boa para datas) certamente vai me trair mais um pouquinho. Não importa. Pode ser que eu avance um pouco no ano passado ou lembre com profunda alegria (ou tristeza) de algo que não aconteceu, ou, não foi bem assim. Relevo.

No ano que vem eu vou mudar para Fortaleza, CE e levarei muita saudade de Joinville. Espero que o novo lar me traga tantas alegrias quanto eu tive na "Cidade dos Príncipes".


Minha lista dos dez fatos (ou pessoas) mais importantes no ano que passou tem (é claro) mais de dez ítens. Até por também incluir "os dez menos", que espero sejam menos que 10.

Para mim o grande fato deste ano foi a viagem de quase 3 meses jogando xadrez, dos 3 jovens talentos (Fier, Krikor e Diamant, principalmente) que representaram a gente lá fora. E o fizeram de forma excepcional.

Creio que a explosão dos blogs de xadrez aqui no Brasil veio na esteira do blog do Krikor (na foto com o Fier) , que foi o segundo fato importante em nível nacional.

O blog do Krikor passou a ser uma referência, tanto para os jogadores profissionais quanto para os amadores. A forma honesta e simpática usada para transmitir informação tanto em relação às partidas quanto à viagem em si (curiosidades, relacionamento pessoal, amizades, etc) foi adotada como padrão entre os blogueiros. Quem faz sabe o trabalho enorme que dá. Sabe também o quanto é gratificante. Entre os muitos blogs interessantes temos que destacar o do Disconzi. Não só pela qualidade das análises mas também pela graça do texto quando nos conta histórias saborosas.
  • A subida meteórica do Fier.
A atuação do Fier em todos os torneios, jogando como a gente gostaria que a seleção de futebol jogasse (bonito e ganhando) foi, talvez, o estopim para um outro fato excepcional: os nossos grandes mestres se mexeram na cadeira e foram em busca do rapaz. O que nos remete a outro fato importante:


Algo que era lamentado regularmente, a "aposentadoria" precoce de um dos nossos principais GMs, junto com Fier, Leitão e Milos, ainda que compreensível: o desejo de se dedicar mais à família, a busca por uma estabilidade financeira e, talvez, a falta de perspectiva gerada pelo xadrez aqui no Brasil para um jogador de seu nível. Para mim todos os ítens relatados nos tópicos acima criaram uma profunda impressão, particularmente no Giovani (estou especulando, é claro). Ele viu uma enorme massa de jogadores prestigiando e torcendo pelo xadrez nacional de uma forma expontânea como poucas vezes se viu neste país.

Recentemente veio a público a notícia que o Giovani resolveu assumir de vez o xadrez. E o resultado disso já se faz mostrar assumindo o topo do ranking nacional com 2660 no Living Rating. Hoje saiu confirmação: voltou a ser o jogador número 1 do Brasil e 64 (número mágico para os enxadristas) no mundo.

No próximo dia 3 de Janeiro o Brasil participa da Copa do Mundo na Turquia com a sua equipe mais forte em todos os tempos: Giovani, Leitão, Fier, Milos, Diamant e Lima. A competição pode ser acompanhada nos blogs do Giovanni, Disconzi ou do Elcio Mourão.

  • Transição na CBX
a posse do novo presidente, Pablyto Robert, deu uma certa arejada no órgão máximo do xadrez nacional. À estrutura criada para recuperar a CBX foi acrescentada um pouco de visão humanista o que permitiu dar um fim a divergências entre a CBX e federações, particularmente a catarinense, evitando que os jogadores continuassem reféns desses imbroglios políticos.

  • Renascimento dos Clubes de Xadrez São Paulo e do Clube de Xadrez de Curitiba.
Dois clubes com uma enorme importância histórica e afogados em dívidas. O de Curitiba renasceu das cinzas graças a um trabalho conjunto de vários abnegados capitaneados pelo Acyr Calçado (e mais um grupo, que normalmente não é citado por pura ignorância de seus nomes, como sempre ressalta o Acyr) e, fundamentalmente, pelos jogadores de Curitiba que resolveram colaborar para isso de uma forma ou de outra. Já o CXSP não tem essa unanimidade. Apesar de ser reconhecida sua importância histórica, nem todos os jogadores acham que o clube merece continuar existindo, opinião que se choca frontalmente com outro grupo (me incluam aí) que acham que o clube merece todos os sacrifícios. Como entre o pensamento e a prática vai uma enorme distância, coube ao empresário Celso Freitas, atual presidente, tomar a si a tarefa de reerguer o clube após as primeiras providências drásticas nesse rumo feitas pela administração anterior. Uma enorme ajuda veio da atual diretoria da CBX que acha que um clube que tanto fez pelo xadrez do Brasil merece uma pequena ajuda.

Falando agora em termos estaduais, posso a destacar os jogadores:São as maiores expressões individuais do estado. Não por acaso são jogadores talentosos a quem foi permitido jogar xadrez. Os dois tem tido oportunidade de participar dos principais eventos no país e o resultado apareceu, como esperado. Não há como esconder o fato de que jogadores que tenham que dar aulas, por ex, para conseguir alguma remuneração, tem os seus resultados seriamente comprometidos. Entre outros destaques podemos incluir a Juliana Terao (é ou não catarinense? Não importa, muita gente daqui também não é) e a Lauriê Tournier de Joinville.




  • Lourenço Cordiolli
Dá gosto ver o enxadrista mais antigo participando dos torneios, realizando o desejo de vários jogadores que gostariam de passar sua velhice em frente a um tabuleiro. Parabéns também ao seu filho Jairo, que partilha com o pai esse amor ao xadrez e que é responsável por vários torneios abertos em todo o país.
  • Campeonato Catarinense
este ano ainda não teve a final então me sinto no direito de falar como atual campeão. Foi um dos meus títulos mais importantes, principalmente levando em conta a força dos adversários. Tenho esperança de poder disputar a final, no início do ano, antes de ir para Fortaleza.

2009 foi o ano em que recebi o título de Mestre Fide. Agora a meta é substituir o FIDE por Internacional. Ou simplificando: passar de FM para IM. Ninguém falou que vai ser fácil.

Acabei de resolver não por os ítens negativos (e , certamente, os há). Em lugar disso agradecer as pessoas que me ajudaram nesses anos todos aqui em SC, como a Iara do Colégio Nova Era.

Além, é claro, da minha amada esposa Lola que sempre me incentivou a seguir jogando (desde que não desse muita despesa), tenho que lembrar dos meus alunos e amigos Caroline, Guilherme, Cristiane, Lauriê, Amanda (as duas), Ricardo, Edson, Kariston e vários outros. A lista sempre vai ser incompleta.

O Everaldo, o Wagner, o Herman, a Joara, a Jussara, o Chico, o Castor em SP ,todos muito importantes embora existam vários outros. Como já disse esse tipo de lista vai ser sempre incompleta, ainda mais levando-se em conta que ao final do ano completo 40 anos de carreira.

O Frederico, o Alceu, a familia Terzian que tive o prazer de rever recentemente em Curitiba, e muitos outros.

A todos os meus amigos um feliz 2010.

3 comentários:

Luiz Carlos disse...

Parabens ...Parabens ....Parabens!!
São muitos os cumprimentos que como pessôa , como enxadrista , como amigo você merece.
Será feliz , sim , na sua nóva casa , pois seus principios humanos sempre estarão guiando sua pessôa para as vitorias na Vida e No Xadrez.
Só , nos conhecemos de vista , embóra existam varias "afinidades"...
Nasci em Joiville , móro em Curitiba , sou sócio e frequentador do Clube de Curitiba , "sou testemunha" de cada palavra que você escreveu , sôbre Krikor,Vescovi,Disconzi,Alcyr ,Club de Xadrez de Curitiba , xadrez catarinense ,A Familia Cordiolli(95 anos de idade) ,xadrez paulista , e sôbre a sua conquista maior nos degraus dos Mestres de Xadrez.
Parabens .
Luiz Carlos

Anônimo disse...

Grande Silvio!

Feliz 2010!

Ao mesmo tempo que fico triste com tua saída de Joinville, fico muito feliz por você e a Lola, nesta nova oportunidade que se abre em Fortaleza.

Continuarei a acompanhar tua trajetória e torcendo para que conquistes teus objetivos.

Obrigado por tudo!

Um grande abraço,

Kariston Pereira.

Edson disse...

Olá, Silvio,

Compartilho de todos os seus comentários e faço minhas as palavras do Kariston. Sentiremos muito sua falta aqui em Joinville, mas também estamos torcendo muito pelo seu sucesso e da Lola nesta nova etapa de vida em Fortaleza.

Aproveito a oportunidade para deixar aqui registrado meus votos de Feliz Ano Novo, paz e alegria.

Sucesso nos tabuleiros

Edson Dias