9 de out de 2009

Aberto 71 anos do Clube de Xadrez de Curitiba (2)


(continuação):
Um segundo motivo que me levou a jogar o torneio em Curitiba foi a oportunidade de encontrar o Terzian e a Cláudia, dois grandes amigos de Osasco, que agora moram na capital paranaense. Terzian foi um dos grandes enxadristas que começaram a jogar (bem) em Osasco. Fomos, várias vezes, campeões desde o s Jogos Abertos até o Brasileiro interclubes, por Osasco. Chegamos até a dividir uma cesta básica de salário por jogarmos em Osasco (a prefeitura só contratava um dos jogadores - eu - que tinha que dividir o salário (mínimo) com o outro (o Terzian). Uma vez tive que ouvir de um dirigente de outra cidade o motivo de nunca terem tentado contratar a gente: "É que voces tinham tantos títulos e deviam ganhar tào bem que nós nunca poderíamos cobrir a oferta de Osasco.
Durante muito tempo eu voltava, à noite, de ônibus com o Terzian já apaixonado pela Cláudia, também enxadrista de Osasco, e tinha que ouvir intermináveis monólogos sobre como ela era fantástica, linda, maravilhosa. Tempos depois se casaram.
Algum tempo atrás ele passou por um grave problema de saúde do qual está se recuperando. Finalmente (após a 4a rodada, à noite) tive oportunidade de bater um longo papo com eles. Valeu por todo o torneio.

Seguem as partidas:
1a rodada:



Um comentário:

lola aronovich disse...

Espero que o Terzian também tenha enfentado longas viagens ouvindo vc falar da sua querida e maravilhosa companheira (euzinha).
Puxa, que mate bonitinho que seria aquele que vc não viu! Eu também não vi, lógico, mas é porque estou com baixo teor de chocolate no sangue. Qual a sua desculpa, amor?